5 dicas para se organizar e garantir o futuro dos filhos

Tornar-se pai e mãe é uma grande missão. Uma das principais tarefas dos pais é organizar a vida e preparar o futuro dos filhos. Afinal, fica muito mais fácil construir uma caminhada sólida quando se pode contar com a base dada pela família.

Logo que começa a planejar a maternidade, o casal pode e deve se programar tanto afetiva quanto financeiramente. Ter organização financeira traz inúmeros benefícios para a vida familiar. Além de ficar mais fácil pagar os custos cotidianos, você oferece um patrimônio para o seu filho iniciar a vida adulta. Quer saber como garantir isso desde já? Acompanhe nossas dicas!

1. Organize-se financeiramente

Estudar e colocar em prática a organização financeira é um passo fundamental para o casal que está planejando ter filhos. A chegada de uma criança traz mudanças profundas na vida da família — e o aspecto financeiro é um dos mais impactados. Sem planejamento, pode ficar difícil investir no futuro dos filhos ou, até mesmo, pagar as contas básicas.

Por isso, comece a acompanhar o orçamento doméstico o mais rapidamente possível, enquanto ainda estão vivendo a dois. É importante definir objetivos e traçar metas para alcançá-los. Se você quer, por exemplo, ter dinheiro para custear a faculdade do seu filho daqui a alguns anos, quanto você precisa poupar mensalmente hoje?

Para ter controle do orçamento e constância nos valores poupados é preciso que a economia se torne um hábito na sua família. O início é complicado, mas com o tempo a atitude é consolidada. Comece registrando a renda familiar e todos os gastos fixos. Analisando esse registro é possível cortar alguns custos e economizar.

Depois dessa análise, defina um valor que você vai reservar todo mês para os planos de longo prazo. O ideal é fazer aportes contínuos, mesmo que pequenos. Como os seus filhos vão demorar anos para usar essa quantia, você tem o tempo a seu favor para conseguir juntar dinheiro.

2. Tenha uma reserva de emergência

Antes de construir um suporte financeiro para os filhos, você precisa ter a própria reserva. Se o único dinheiro que um casal tem reservado é a poupança dos filhos, há um grande risco desse valor ser gasto sempre que surgir uma emergência.

Para evitar isso, você precisa separar seus objetivos. O ideal é ter uma reserva para cada plano. Por exemplo: uma para ser usada em emergências, outra para as realizações familiares (como festas de aniversário ou viagens) e, separada dessas, a poupança para o futuro das crianças.

A reserva de emergência serve para dar suporte à sua família sempre que um imprevisto acontecer. Ela deve ter um valor que represente pelo menos seis meses do seu custo de vida. Assim, mesmo diante de uma perda de emprego, por exemplo, você tem esse tempo para se reorganizar financeiramente.

3. Invista em educação

Há duas formas principais de garantir o futuro dos filhos: oferecendo uma reserva financeira e capacitando eles para a vida profissional. Por isso, veja a educação como uma prioridade e um investimento. É ela que vai permitir que seu filho se torne independente e tenha uma vida produtiva e tranquila no futuro.

Assim, custear uma educação de qualidade é um dos maiores presentes que os pais podem dar. Pagar boas escolas e faculdades, cursos de idiomas, aulas de artes ou esportes e viagens de intercâmbio fazem toda a diferença. Ter uma formação sólida é fundamental para que seu filho se profissionalize e ganhe destaque no mercado.

Com a educação ele se capacita para enfrentar os desafios da vida adulta. Lembre-se de que promover a educação financeira também é seu papel. Seu filho precisa aprender isso para ser capaz de gerir a reserva financeira e os bens da família de forma inteligente. Por isso, inclua as crianças nas discussões sobre o orçamento doméstico.

4. Construa patrimônio familiar

Outra forma de contribuir para a tranquilidade dos seus filhos quando chegarem à vida adulta é ter um patrimônio familiar. Imagine como é mais fácil para um jovem trilhar seu caminho profissional quando pode contar com um carro, apartamento ou ponto comercial dado pelos pais.

Se esse é um de seus objetivos, dê início construindo o próprio patrimônio. Você já tem um carro e uma casa própria? Depois de realizar esse sonho é possível dar continuidade e ampliar a aquisição de bens para que seus filhos possam contar com eles no futuro.

Uma boa dica para fazer essas compras em longo prazo, sem comprometer o orçamento da família, é contratar um consórcio. Essa é a opção ideal para construir patrimônio, principalmente quando você só vai precisar dele daqui a muitos anos. Com o consórcio é possível realizar compras parceladas sem pagar juros.

Há diversos planos de consórcios disponíveis. Você pode escolher uma cota que não comprometa seus outros objetivos financeiros. Essa é uma maneira muito saudável de adquirir bens e economizar ao mesmo tempo. Você vai investindo enquanto seu filho cresce e, quando ele precisar, realiza a compra.

5. Invista seu dinheiro

Antigamente, era muito comum que as pessoas falassem em fazer uma caderneta de poupança no nome dos filhos. Entretanto, esse investimento apresenta rendimento muito baixo se comparado a outras opções do mercado financeiro. Na poupança seu dinheiro acaba perdendo valor, já que ela rende menos que a inflação.

Assim, é importante que você pesquise sobre investimentos e saiba em qual deles sua reserva vai render mais. Como você tem bastante tempo até usar esse dinheiro é possível conseguir ótimas rentabilidades. Dessa forma, os juros compostos vão ajudar na tarefa de garantir o futuro dos seus filhos.

Um investimento tão seguro quanto a poupança, mas que rende um pouco mais, é o Tesouro Selic. Nessa modalidade você adquire títulos públicos. A compra e venda desses títulos é feita de forma rápida e simplificada no site do Governo Federal ou por meio de uma corretora de valores.

Outra opção de título público é o Tesouro IPCA. Ele é indexado à inflação, o que significa que o seu dinheiro rende sempre mais do que essa taxa. Além disso, esse título é um investimento de longo prazo — o que o torna uma ótima alternativa.

A missão de organizar o futuro dos filhos não é impossível. Com educação financeira e planejamento você consegue montar um patrimônio familiar e garantir mais segurança para eles. Não deixe de fortalecer o hábito da economia e passar esse valor para as crianças!

Infelizmente, muitas pessoas não conhecem essas orientações financeiras. Que tal ajudar seus amigos? Compartilhe este post nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *