7 motivos para sair do aluguel o mais rápido possível

Sair do aluguel é o objetivo de grande parte dos brasileiros que não possui imóvel próprio. Pagar uma quantia todos os meses por uma casa ou um apartamento que não lhes pertence, é uma frustração para muitas pessoas.

Ainda assim, muita gente pensa que adquirir uma moradia só é viável para quem tem renda alta. Entretanto, é possível encontrar alternativas para se realizar o sonho da casa própria, sem prejudicar o equilíbrio do orçamento doméstico.

É bem verdade que a decisão de sair do aluguel gera impactos na realidade de uma família, com a necessidade de se fazer alguns sacrifícios temporários em prol de um benefício duradouro. Por isso, muitos indivíduos ficam com receio de tomar essa atitude.

Veja, a seguir, 7 motivos para você deixar de ser inquilino e passar a ser proprietário de um imóvel.

1. Garantia de maior estabilidade

Locar um imóvel não é uma atividade tão tranquila como se possa imaginar. Por exemplo, existe a possibilidade de o proprietário querer desocupar a moradia, e também há os reajustes periódicos do valor do aluguel. Ter esse tipo de preocupação é um fator que prejudica a estabilidade da família.

Ao contrário, quando possui um imóvel próprio, a pessoa foca esforços em outras necessidades e, assim, pode ter uma vida mais tranquila.

Já imaginou ter que se preocupar de tempos em tempos com mudanças no comprovante de residência, nome em conta de água ou energia, contratação de empresa de telefonia e internet etc.? Quem é inquilino, geralmente, tem que conviver com essas situações, que muitas vezes demandam bastante tempo para regularização de aspectos burocráticos.

2. Oportunidade de iniciar a construção do patrimônio familiar

A formação de patrimônio próprio tem grande importância para o desenvolvimento de uma família. De preferência, isso deve ser feito enquanto o casal está em plenas condições de atuar no mercado de trabalho.

Desse modo, ele poderá usufruir, no futuro, dos benefícios conquistados durante o período de maior produtividade na carreira. Como diz o ditado, é preciso “plantar para colher”.

Quando a pessoa adia a construção do patrimônio, pode não conseguir outra vez as condições favoráveis do início da fase adulta, como ter tempo disponível para várias atividades.

Além disso, quanto antes a família vencer determinados desafios, como sair do aluguel, mais cedo ela poderá se dedicar a outras conquistas, como comprar carro próprio, investir na formação educacional dos filhos etc.

3. Possibilidade de comprar o imóvel sem prejudicar as finanças da família

Muita gente até quer realizar o sonho de possuir uma moradia, mas acredita que não tem condições financeiras para concretizar esse objetivo. Afinal, dispor de uma entrada significativa de um financiamento imobiliário realmente pesa bastante no orçamento de quem paga aluguel.

Por esse motivo, muitos inquilinos continuam nessa situação, embora mantenham o desejo de ter um imóvel próprio. O que muita gente não sabe é que dá para adquirir uma moradia sem apertar as finanças da família.

Por meio do consórcio, a pessoa não dá entrada, mas paga determinado número de parcelas, conforme o plano previamente escolhido. Via de regra, mensalmente ela participa de um sorteio, em que pode ser contemplada com a carta de crédito, com a qual poderá comprar o sonhado imóvel.

4. Economia de recursos ao sair do aluguel

A frustração de muitos locatários é saber que todo fim ou início de mês terá que desembolsar uma quantia que se “evapora”, pois serve apenas para custear uma espécie de “hospedagem”, como se a pessoa estivesse em um hotel.

Ao contrário, quando decide sair do aluguel, o indivíduo passa a investir num imóvel que será dele, ou seja, após quitado o valor da habitação, haverá a propriedade de um bem.

Depois de concluída a fase de pagamento, a pessoa economizará recursos todos os meses, pois não precisará pagar nem aluguel nem a prestação do imóvel. Com essa sobra de dinheiro, ela poderá investir para realizar outros sonhos.

No caso do consórcio, mesmo que o indivíduo escolha um plano com prazo mais estendido, ele tem a vantagem de pagar algo que será seu, logo, não será um dinheiro “em vão”, não é mesmo? Mais tarde, é possível até deixar a moradia de herança para os filhos, afinal, será um patrimônio da família.

5. Segurança para tomada de decisões no longo prazo

Quando se tem certa estabilidade no que diz respeito à moradia, fica mais fácil tomar certas decisões, como trocar de emprego, abrir um negócio próprio, entre outras. Conforme o caso, quem já tem uma casa ou um apartamento no nome, pode até conseguir empréstimos com garantia, os quais geralmente têm taxas de juros mais reduzidas.

Nesse sentido, a propriedade de um imóvel proporciona maior tranquilidade para qualquer pessoa, pois garante uma das principais necessidades de um ser humano, que é ter um teto para se abrigar. Suprido esse quesito, o indivíduo parte em busca de outros desafios, com a certeza de terá um lugar para voltar no fim do dia.

6. Chance de valorização do investimento

O mercado imobiliário é bastante dinâmico. À medida que determinadas localidades crescem, a tendência é de que os imóveis nela situados se valorizem. Assim, quem adquire casa ou apartamento num bairro em expansão, pode ter uma habitação com muito mais valor daqui a alguns anos.

Como até lá a vida da família já deve estar mais estruturada, existe a possibilidade de se negociar o imóvel e, com isso, lucrar nessa transação.

7. Liberdade para reformular o imóvel

Quem é locatário, quase sempre, não pode fazer qualquer alteração na casa ou no apartamento em que mora. Por exemplo, colocar um prego na parede já pode ser razão para reclamação por parte do proprietário do imóvel, quanto mais outros tipos de mudanças, como pintura, divisão interna dos cômodos etc.

Já quando a pessoa é dona do imóvel onde reside, ela tem maior liberdade para realizar alterações na moradia, até mesmo fazer uma reforma completa, sem ter que pedir autorizações, exceto aspectos que dependem de aprovação da prefeitura.

Gostou deste conteúdo sobre alguns motivos para você sair do aluguel? Siga-nos no Facebook, no Twitter ou no Instagram e fique por dentro das próximas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *