9 dicas incríveis para escolher o melhor bairro para morar

No momento de escolher um imóvel novo para moradia, as pessoas naturalmente se preocupam muito com critérios como metragem, número de cômodos e estrutura física em geral. Mas também não podem esquecer de escolher o melhor bairro para habitação.

Isso é importante porque fatores externos podem influenciar muito na qualidade de vida dos moradores.

Então, para não ser surpreendido de forma negativa após a mudança, veja agora 9 dicas para escolher a melhor localidade para a moradia da sua família.

1. Defina o que é melhor para você

Para algumas pessoas o melhor bairro é o mais tranquilo possível, enquanto outras gostam de agitação. Há ainda aquelas que preferem um meio-termo.

Portanto, entenda exatamente o que você e seus familiares querem para saber o que procurar em relação à localização. Assim, alguns bairros podem ser automaticamente excluídos da avaliação, o que economiza tempo na busca.

Por exemplo, se estar perto ou dentro de um bairro agitado não é uma preferência, o conhecido bairro mais boêmio da cidade nem precisa ser analisado, e sim descartado imediatamente.

Já se a família gosta de eventos próximos às vezes, pode descartar um bairro com maioria de pessoas idosas e que é muito pacato na maior parte do tempo.

2. Observe a infraestrutura de segurança

Como vivemos em um país com graves problemas de segurança pública, é muito importante atentar à infraestrutura de segurança de um bairro.

Perceba se há câmeras de segurança pelas ruas e se as vias são bem iluminadas. Apesar de isso não eliminar totalmente a possibilidade de ocorrer assaltos e outros crimes, pode reduzir a taxa de criminalidade.

Caso seja possível, observe os números de ocorrências nos bairros em jornais ou no site do município — é a melhor forma de optar pelo local mais seguro para morar.

3. Observe a infraestrutura no geral

Um bairro que conta com estabelecimentos comerciais que atendem às necessidades básicas recorrentes demanda menos deslocamento no trânsito, o que em algumas cidades é um verdadeiro desafio. Inclusive, dependendo da proximidade dessas lojas pode-se até dispensar o uso do carro para compras pequenas.

Também é interessante morar em um bairro que não seja muito distante de locais de lazer e que tenha parques e praças — que são bons para passeios a pé, de bicicleta e corridas.

De qualquer forma, é sempre importante analisar a infraestrutura de mobilidade do local, pois nem sempre é possível deixar o carro em casa. Então, critérios como asfalto conservado, sinalização de trânsito e para pedestres não podem ser ignorados.

Outro quesito relativo ao trânsito que merece bastante atenção — algumas vezes ignorado — é a infraestrutura do transporte público. Você e sua família podem até não utilizá-lo, mas uma diarista ou empregada pode ter dificuldades para chegar ao local no horário desejado se as condições forem muito ruins.

Por fim, não deixe de avaliar o estado da estrutura das fachadas, dos jardins e dos demais componentes externos dos imóveis comerciais e residenciais do bairro. Uma localidade malcuidada tende a causar desvalorização nos imóveis e ter vivência menos agradável.

4. Visite o bairro em diferentes horários

Imagine que após a semana de trabalho vocês só quer ficar com a família e descansar, para estar mais disposto para um passeio no fim de semana.

Isso se torna bem difícil se a vizinhança for barulhenta ou se alguma festa for promovida perto da residência em horários de descanso. Ou ainda se as ruas ou avenidas próximas forem muito movimentadas.

5. Converse com os vizinhos

Algumas coisas são muito difíceis de saber sem perguntar aos vizinhos ou ter relatos da experiência deles.

Por exemplo, nessas conversas é possível saber que sempre que chove falta luz, que há escassez de água por culpa da companhia pública todo mês ou que alagamentos são frequentes.

6. Pesquise as rotas diárias para o trabalho e outras atividades

Comumente as pessoas preferem morar em locais próximos ao trabalho para se deslocarem o menos possível. Mas o melhor bairro nem sempre é aquele mais próximo, e sim o que exige menos tempo de deslocamento.

Por exemplo, pode ocorrer de um bairro ficar a 5 quilômetros do local de trabalho e o trânsito pesado causar um tempo de percurso de 40 minutos. Já a partir de outro local, distante 8 quilômetros da empresa, o motorista pode levar apenas 20 minutos por não precisar passar pelas vias mais abarrotados da cidade.

7. Lembre da rotina da sua família

Pode ser possível alterar horários de trabalho, turnos de estudo e outros pontos da rotina, mas também existe a possibilidade de isso não acontecer.

Logo, é fundamental entender se o bairro se adequa a tal rotina e não causará transtornos para você e seus familiares.

Caso o trânsito de suas principais vias de saída e ligação a outros bairros torne impossível que os filhos cheguem às aulas no horário, esse é um indicativo de que o local não se alinha à rotina dos moradores.

8. Pesquise o valor médio dos imóveis nos bairros próximos

Por exemplo, se o valor médio do local é baixo e o dos bairros nos arredores é muito mais alto, significa que algum fator causa essa queda. E é preciso saber qual é esse fator para não ter surpresas desagradáveis posteriormente.

Por outro lado, isso pode significar que o bairro em questão tem melhor infraestrutura e é mais valorizado por ser seguro, atrair investimentos e por outros motivos.

9. Busque o nome do bairro no Google

Caso queira mais informações ou tenha sentido que descobriu pouco com as práticas anteriores, pesquise na internet o nome do bairro. E caso ele não seja um bairro muito conhecido, faça a busca com a cidade que conseguirá encontrar dados sobre ele.

Na pesquisa, é possível encontrar matérias de jornais, dados públicos, relatos de moradores e diversas outras informações importantes e necessárias à decisão de habitar ou não um bairro.

Agora que você sabe como escolher o melhor bairro para morar, leve o conteúdo adiante compartilhando-o nas suas redes sociais e ajuda outras pessoas a escolherem os melhores locais para seus lares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *