Aplicação financeira do grupo de consórcio: como saber qual é?

Para quem está buscando meios de fazer uma aplicação financeira, o consórcio é uma opção bastante interessante. Isso porque, além de ser um investimento seguro, ele é ideal para quem não pode aplicar grandes quantias todo mês e pretende trocar seu veículo ou imóvel futuramente.

A grande vantagem de utilizar o consórcio como aplicação financeira é que ele não oferece riscos e tem uma rentabilidade excelente em relação aos demais produtos do mercado.

Neste post, vamos falar sobre como funciona uma aplicação financeira no grupo de consórcio, qual o rendimento, além de outras informações importantes sobre o assunto!

Como o consórcio funciona na prática?

O cliente compra uma cota de consórcio que é dividida em vários meses. Então, todo mês é feita uma assembleia para escolher quais serão os contemplados, selecionados por sorteio. Então, se for sorteada a cota do cliente ou uma mais próxima, ele receberá a carta de crédito.

No entanto, se você quiser antecipar sua contemplação, basta oferecer um lance. Nesse caso, você paga algumas parcelas adiantadas ou quita uma porcentagem do valor total de sua carta de crédito. O número de lances disponíveis depende da administradora.

Quando o lance é aceito, você consegue um abatimento no saldo devedor de sua carta de crédito e pode terminar de pagar o consórcio antes ou ter uma redução no valor das parcelas.

É um bom investimento?

O consórcio na verdade não é uma aplicação financeira e muito menos um investimento. Ele funciona como um planejamento, pois se você quer comprar um bem a longo prazo, mas não tem disciplina para juntar o dinheiro e não quer pagar juros altos de financiamento, pode optar por adquirir uma cota.

Então, o consórcio é uma excelente opção para quem não tem pressa de comprar um bem, seja ele um imóvel, seja um automóvel. No entanto, se você tem urgência, poderá oferecer um lance, porém você deve observar os últimos lances contemplados para se programar na sua oferta.

Como é a aplicação financeira do grupo de consórcio?

As aplicações financeiras em um consórcio ocorrem mediante a decisão feita na assembleia ordinária ou na própria assembleia de constituição do grupo. Na reunião, os membros do consórcio decidem se o tipo de aplicação será feito com títulos públicos ou fundos de investimento.

Quando seu consórcio é contemplado, a administradora transfere o valor de sua cota para uma aplicação automática que rende sobre o valor de sua carta de crédito ou do saldo ainda não utilizado. Assim quando você for utilizar seu crédito, o mesmo terá uma boa rentabilidade.

Para saber qual a aplicação escolhida pelo grupo, basta solicitar à empresa administradora do consórcio a cópia da ata da primeira assembleia.

Quem já foi contemplado, ainda não usou o crédito e tem interesse em usar sua carta como aplicação financeira deve entrar em contato com a administradora para obter informações sobre os rendimentos financeiros do seu crédito.

Qual o rendimento nesse processo?

O rendimento da aplicação no processo depende do tipo de fundo de investimento escolhido e cada administradora escolhe com qual vai trabalhar. A Bamaq trabalha com fundos DI, que oferecem um rendimento de 100% do CDI, mesmo com a taxa administrativa.

O processo funciona da seguinte forma: você foi contemplado depois de um ano com uma carta de crédito no valor de R$ 80 mil, mas não tem interesse em usar o crédito naquele momento. Na Bamaq, o valor integral da carta será aplicado e você receberá rendimentos diários sobre esse valor total. Além disso, após contemplado seu crédito fica liberado para utilizar a qualquer momento

De acordo com Áttila Norberto, consultor de consórcio da Bamaq, a diferença entre uma aplicação financeira de consórcio e outros tipos de investimento é que, na primeira modalidade, seu dinheiro rende sobre o valor total da carta de crédito. Então, se você adquiriu uma cota de R$ 80 mil e a deixou aplicada, terá rendimentos diários sobre esse valor.

No entanto, quando você investe mensalmente pequenas parcelas no valor de R$ 1 mil reais, por exemplo, você tem que pagar por diversos meses até chegar a um valor como R$ 80 mil. Então, o rendimento nesse caso é menor.

Como é a correção do crédito contemplado?

A correção financeira é feita diariamente. Então, quando você opta por fazer uma aplicação financeira em um grupo de consórcio, a rentabilidade ocorre sobre o valor total da carta de crédito. Em uma cota no valor de R$ 80 mil, os juros serão sobre este montante, o que oferece um bom rendimento ao final do contrato.

Então, imagine que sua carta foi contemplada logo nos primeiros três meses do consórcio e você adquiriu uma cota de 60 meses. Você terá rendimentos diários sobre o valor de R$ 80 mil durante 47 meses. Ao final do consórcio, seu dinheiro terá rendido mais do que se estivesse na poupança.

Para você saber exatamente de quanto será seus rendimentos, é necessário se informar junto à administradora de consórcio em qual tipo de investimento seu dinheiro será aplicado: fundos ou títulos públicos.

Quais são os diferenciais da Bamaq?

De acordo com Áttila Norberto, a Bamaq se torna a melhor opção para quem deseja fazer um planejamento financeiro pelo consórcio.

A empresa faz parte do Grupo Bamaq a mais de 45 anos no mercado, com atuação em território nacional, sendo reconhecido pelo seu trabalho ético e transparente com os clientes.

Além disso, temos alguns parceiros como o Banco Inter e MRV, líderes em seus segmentos construindo com a Bamaq Consórcio uma relação forte e duradoura, focada na satisfação e conquistas dos clientes.

Gostou do post e quer contratar um consórcio com a Bamaq? Então entre em contato agora mesmo e converse com um de nossos consultores. Teremos prazer em atender você!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.