Aprenda já como funciona na prática o lance embutido em consórcio

Você já ouviu falar ou sabe como funciona lance embutido? Essa modalidade existente no consórcio permite que tenha acesso ao bem desejado sem precisar dispor de dinheiro na mão para isso. Como é possível? Devido ao seu formato de atuação.

Existem três principais tipos de lances, e todos eles podem ser usados a qualquer momento pelo consorciado. O livre é aquele em que você oferece a quantia que deseja e o valor mais alto recebe o direito de contemplação. Já o fixo tem seu percentual definido pela administradora e cabe ao participante aceitá-lo para integrar um sorteio específico.

No entanto, o formato embutido é diferente. Nele, não é preciso pagar um montante à administradora para aumentar as chances de contemplação. Perceba que cada lance tem suas vantagens, mas esse modelo conta com algumas particularidades.

Por isso, vamos tratar dele e, assim, conhecerá mais sobre essa opção e entenderá quando ela é a escolha ideal. Confira!

O que é lance embutido?

Esse formato de lance é destinado a pessoas que não têm dinheiro para fazer uma oferta, que desejam guardar a quantia para realizar outro tipo de investimento ou que pretendem complementar um valor dado como lance. Afinal, o formato embutido também permite aumentar o valor que já tem em mãos para fazer uma oferta com maior chance de ser aceita.

Nessa modalidade, é possível oferecer determinado percentual da carta de crédito. Se a opção for a escolhida e você receber a contemplação, é feito um desconto automático do crédito disponível. Caso contrário, o montante permanece intacto.

Entre as vantagens proporcionadas pelo lance embutido estão:

  • capacidade de agilizar a contemplação;
  • endosso a um lance realizado para aumentar a proposta feita à administradora;
  • possibilidade de usar o percentual ofertado para pagar as parcelas em aberto, desde que o lance seja o vencedor, dentre outros.

Como funciona lance embutido na prática?

A explicação anterior pode ficar mais clara a partir de alguns exemplos. Contudo, primeiramente é preciso entender que o processo de ofertar lance é o mesmo em qualquer um dos casos.

De modo geral, basta entrar em contato com a administradora, inclusive por e-mail ou telefone, e fazer o registro da oferta. Caso exista outro procedimento, ele deve estar especificado em contrato. Depois disso, o sorteio ocorrerá normalmente e, em seguida, haverá a verificação dos lances.

O consorciado que fizer a maior oferta ganhará o direito à contemplação. A diferença é que, no caso do lance embutido, ele não repassará o dinheiro à administradora. Na verdade, esta é que fará o desconto da porcentagem relacionada na proposta.

Para entender melhor, imagine que você tem uma carta de crédito no valor de R$ 100 mil e oferece 20% como lance embutido. Caso sua proposta seja aceita, você não precisará pagar R$ 20 mil (equivalente à porcentagem indicada) à administradora. Porém, a quantia disponível para o uso, após o desconto, será de R$ 80 mil.

Quais são os principais cuidados necessários?

Como em qualquer outro lance feito no consórcio, é necessário ter certeza da sua decisão. Toda a relação com a administradora está embasada no contrato firmado — e é preciso atentar às cláusulas para garantir que todas as ações estejam adequadas.

A seguir, veja quais cuidados tomar e aproveite melhor essa oportunidade de antecipar a sua contemplação.

Elabore um planejamento completo

O primeiro passo consiste em fazer um bom planejamento. Compare os resultados das assembleias realizadas e quanto de lance foi ofertado em termos de percentual. Saiba que é impossível saber quais foram os valores, mas a porcentagem ajudará a definir o melhor caminho a seguir.

Também é interessante pensar em quanto a administradora autoriza como oferta de lance embutido. Às vezes o valor compromete uma parte significativa da sua carta de crédito, o que pode fazer a diferença (negativamente) na aquisição do bem.

Inclusive, é preciso garantir que a administradora permite esse tipo de lance. Cada contrato tem suas especificidades, então, antes de começar a fazer planos, o ideal é ter tudo claro.

Defina o quanto será ofertado e o quanto restará

Em seguida, é hora de entender quais serão os valores envolvidos nessa oferta. Como o lance embutido é dado por um percentual da carta de crédito, ele pode significar R$ 10 mil em um grupo ou R$ 50 mil em outro, por exemplo.

Esse entendimento é importante para que você saiba qual será a quantia que efetivamente será recebida após a contemplação com o lance embutido. Verifique se vale a pena receber esse montante menor ou se é melhor esperar. Perceba que o primeiro caso é mais interessante quando você já escolheu o bem e ele tem preço mais baixo que o da carta de crédito.

Também é preciso avaliar o impacto sobre as parcelas futuras. Como o consórcio não tem taxa de juros, talvez o valor faça uma grande diferença na carta de crédito, mas fique tão diluído nas parcelas restantes que pode não mudar tanto seu orçamento. Nesse caso, poderia ser mais interessante esperar e fugir do custo do imediatismo.

Pesquise ofertas para o bem desejado

Se, após fazer essas análises, você estiver mais próximo de fazer esse tipo de lance, é hora de conferir a sua viabilidade. Uma das maneiras de fazer isso é por meio da pesquisa do bem de interesse.

Imagine que você queira trocar de carro e quer um modelo de R$ 50 mil. Por isso, contratou uma carta de crédito nesse valor. No entanto, pretende dar 15% de lance embutido, o que o deixará com R$ 35 mil. Na prática, precisará inteirar o valor se quiser comprar o bem inicial ou, então, pode pesquisar alternativas.

Talvez você encontre um modelo seminovo pelo valor ou mesmo um modelo equivalente, só que mais barato. Se qualquer uma das ofertas fizer sentido, pode ser interessante retirar parte da carta de crédito.

Por outro lado, se você não achar ofertas consistentes com o novo valor ou se o bem com valor abaixo não atender às suas expectativas, pode ser melhor juntar para ofertar um lance livre.

Conheça o histórico de lances do grupo

Quando o lance embutido está disponível em contrato, todos os participantes têm direito a ele. Então, oferecê-lo nem sempre é a garantia de ter o lance mais alto, já que, em tese, todos podem disponibilizar o mesmo valor.

Então, o ideal é desenvolver uma estratégia e entender o comportamento do grupo. Uma forma de fazer isso é conhecendo em quais meses os lances são mais baixos ou acontecem em menor número.

Geralmente, isso ocorre no final e no início do ano, por conta do pagamento de vários impostos, como IPTU, IPVA e outros. Nessas épocas, é mais fácil fazer uma proposta que seja aceita, devido à menor concorrência.

Então, pode ser o caso de um lance embutido já conquistar a contemplação. Dependendo da situação, você pode complementar o valor de forma livre, de modo a aumentar as suas chances.

Tenha apoio especializado

Tão importante quanto saber como funciona lance embutido é tirar todas as suas dúvidas antes de realizar essa oferta. Por isso, é imprescindível contar com profissionais especializados de uma administradora confiável.

Falar com os representantes da empresa é essencial para ter certeza do que você pode fazer, qual porcentagem máxima é permitida nesse formato de lance e com quanto tempo de antecedência a proposta deve ser realizada.

Também é possível esclarecer alguns pontos e, assim, definir a melhor estratégia para as suas possibilidades e para os seus objetivos. O suporte faz diferença e pode ajudá-lo a antecipar a contemplação.

Coloque tudo na ponta do lápis

Caso ignore essas recomendações, há risco de fazer um mau negócio. Além de potencialmente desconhecer os detalhes da transação e as regras dispostas em contrato, você pode fazer um lance desfavorável ao seu caso, devido às taxas reais a serem pagas.

Portanto, faça sempre as contas para ter certeza de que a opção é a mais viável. Simule o quanto vai restar, o quanto efetivamente pagará, quais são as taxas envolvidas e assim por diante.

Em algumas situações, pode ser melhor esperar. Em outras, agir estrategicamente é a saída. Os cálculos certos vão ajudar a definir em qual situação se encaixa.

Sabendo como funciona lance embutido, você entende que ele é uma alternativa interessante, desde que se planeje e tome essa decisão com cuidado. Ao seguir as recomendações, você poderá ter acesso à sua carta de crédito e ao bem desejado sem endividamentos e problemas.

Quer saber mais sobre as regras que as administradoras devem seguir? Então, conheça a Lei do Consórcio e entenda como ela funciona!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.