Cadeirinha para auto: você sabe como escolher o melhor modelo?

A famosa lei da cadeirinha — Resolução nº 277/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) — foi criada com o objetivo de definir as diretrizes para o transporte de crianças com idade inferior a 10 anos em veículos. Assim, ficou determinado que é obrigatório o uso da chamada cadeirinha para auto.

Esse é um dispositivo de retenção (como o bebê conforto) desenvolvido para garantir a segurança dos pequenos passageiros. No entanto, como existem vários modelos disponíveis no mercado, será que você saberia fazer a melhor escolha? Foi pensando nisso que elaboramos este artigo. Continue a leitura e confira!

As diferenças entre os principais modelos disponíveis

Existem diversos tipos de cadeirinha disponíveis, e cada um deles atende a uma faixa etária, levando em consideração, também, o peso e o tamanho da criança. Saiba mais sobre eles e suas indicações nos próximos tópicos.

Bebê conforto

Essa é uma cadeirinha própria para bebês recém-nascidos e indicada para crianças com até 9 quilos — podendo chegar a 13 quilos em alguns casos. Ela tem uma inclinação considerável, deixando o bebê quase deitado. 

Deve ser instalada com as costas viradas para o banco da frente do veículo, protegida pelo próprio cinto de segurança e presa por uma base na parte inferior. Sua facilidade em ser removida e colocada com o bebê permite que o processo seja realizado sem acordá-lo, caso esteja dormindo.

Entre os modelos vendidos no mercado estão:

  • Peg Perego Primo Viaggio;

  • Chicco KeyFit;

  • Burigotto Touring.

Poltronas reversíveis

Projetadas para bebês recém-nascidos, ou crianças com até 16 quilos, essas poltronas podem ser instaladas tanto de frente para os bancos dianteiros quanto de costas. Porém, é recomendado que a criança seja transportada de costas para o banco da frente pelo máximo de tempo possível, por ser a maneira mais segura.

Além de ficar presa pelo cinto de segurança do automóvel, essa cadeira conta com um cinto de 5 pontas, que oferece maior proteção à criança em caso de fortes impactos.

Entre os modelos que podem ser adquiridos, temos:

  • Infanti Star;

  • Burigotto Multipla 123;

  • Chicco Neptune.

Boosters (assento elevatório)

O diferencial desse equipamento é que ele eleva a altura da criança, permitindo que ela use o próprio cinto do carro. Alguns modelos apresentam encosto, proporcionando mais conforto e segurança — pois isso protege melhor a coluna durante algum impacto, evitando o efeito chicote.

Aqueles que não dispõem desse acessório precisam ser instalados em poltronas com encosto para a cabeça. Os boosters devem ser usados por crianças maiores de 4 anos e menores de 7 — até atingirem uma altura de 1,45 m. 

A partir dessa idade (ou altura), não é mais necessário o uso da cadeira. Assim, a criança pode se sentar no banco de trás, fazendo uso apenas do cinto de segurança disponível no próprio veículo.

Entre os modelos disponíveis no mercado, podemos citar:

  • Booster Max Lava Infanti;

  • Peg Perego Viaggio HBB 120 Booster;

  • Booster Graco.

Sempre que a criança ultrapassar o peso ou o tamanho determinados, vale a pena avaliar a recomendação do fabricante (verificar, por exemplo, se existe uma margem maior) ou realmente realizar a troca.

Como escolher a melhor cadeirinha para auto

Antes de comprar uma cadeira para carregar a criança, é importante ficar atento a alguns detalhes para evitar a aquisição de um equipamento que não se adapte ao seu veículo — ou que traga riscos à segurança de quem for utilizá-lo. 

Dito isso, é essencial:

  • comprar produtos com selo Inmetro, atestando o cumprimento da legislação brasileira;

  • instalar o equipamento ainda na loja para conferir a adaptação ao seu veículo;

  • observar a integridade e as condições de uso, caso esteja adquirindo um acessório usado;

  • garantir que está comprando o modelo certo para a idade e peso da criança que vai fazer uso da cadeirinha;

  • buscar produtos que priorizem a segurança e o conforto do usuário.

Vale destacar que, na dúvida se a cadeirinha atende aos requisitos ou não, é preciso usar o bom senso. Os limites de peso e altura servem para indicar o modelo mais adequado, porém, se a criança apresentar algum dos fatores acima do permitido, é o momento de avaliar a troca.

Além do benefício de garantir conforto e segurança para os pequenos, a escolha correta dos dispositivos faz com que o motorista aja dentro do que a legislação prevê, evitando ser autuado.

Os cuidados ao utilizar o dispositivo

Além de saber escolher a cadeirinha, também é preciso entender como utilizá-la e colocar o seu filho da forma adequada. Conheça os cuidados necessários a seguir.

Bebê conforto

As tiras devem ser ajustadas ao corpo, ficando abaixo do ombro. O cinto de segurança deve passar pelo bebê conforto nos locais indicados depois da instalação. É importante se certificar de que a cadeirinha não está se movendo mais do que 2 centímetros para os lados.

Também vale destacar que ela não pode reclinar em uma posição maior que 45º. A cadeirinha deve ficar, de preferência, no centro do carro, instalada com um cinto de 3 pontos — já que essa é a posição menos afetada em caso de colisão ou capotamento. E atenção: o bebê conforto deve ser instalado de costas para o motorista.

Cadeira de segurança

Também deve ser instalada com o cinto passando pelos locais indicados, garantindo que a cadeirinha não se movimente mais do que 2 centímetros. Ela deve ser colocada no banco de trás na mesma direção do motorista, isto é, de frente para o painel do carro, sendo necessário utilizar o clipe de segurança, travando o cinto.

As tiras dos dispositivos devem ficar posicionadas verticalmente, acima dos ombros e ajustadas de acordo com o corpo da criança, considerando uma folga de, mais ou menos, um dedo.

Se o encosto de cabeça dificultar a instalação, o ideal é levantá-lo ou até mesmo retirá-lo. A recomendação é de nunca colocar objetos entre a criança e a cadeira.

Booster

Nesse caso, deve-se observar se o cinto passa pelo meio do ombro, no centro do peito e pelo quadril.

Independentemente de qual seja a cadeirinha para auto utilizada, é de suma importância seguir as recomendações do fabricante e se certificar de que o dispositivo foi bem fixado. Dessa forma, todos viajam mais tranquilos, confortáveis e com uma garantia a mais de segurança para as crianças.

Suas dúvidas sobre o assunto foram esclarecidas com este post? Então, aproveite para conhecer as melhores marcas de carro agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *