Carros para revenda: conheça os 7 modelos que valem seu investimento

Você compra um veículo e pensa em comercializá-lo? A verdade é que adquirir carros para revenda é um bom negócio. Quando você considera esse aspecto de maneira antecipada, atinge uma negociação melhor e um valor maior para o seu automóvel.

Para isso, o ideal é atentar ao modelo e à marca para ter a chance de conseguir um preço melhor no futuro. Nesse cenário, quais são os melhores carros para revender em uma concessionária ou para outra pessoa? Neste artigo listamos os campeões desse quesito. Confira!

O cenário da revenda de carros

Existem diferentes critérios que contribuem para o bom resultado na revenda de um carro. Um dos principais é a marca. Quanto mais robustez, confiabilidade e segurança estiverem vinculadas, maior será o potencial de ganhos futuros. Isso acontece porque está atrelada a ideia de que o veículo tem qualidade.

O sucesso do automóvel no lançamento também tem influência sobre a revenda. De modo geral, os clientes gostam de adquirir modelos que são encontrados com facilidade na rua, já que isso indica que o carro é bom de conduzir, confortável, seguro etc.

Outros fatores relevantes são:

  • total de vendas; 
  • histórico do modelo — é só lembrar do Fusca ou do Gol, que são sucesso até hoje;
  • facilidade e valor de manutenção.

Se seguir essas indicações, a revenda se torna um bom negócio. Muitas pessoas buscam seminovos porque eles sofrem menos desvalorização, se comparados aos automóveis 0km. Por isso, as vendas de veículos com até 3 anos de uso chegaram a 888 mil unidades entre janeiro e abril de 2018. No mesmo período, os carros que têm entre 4 e 8 anos de uso atingiram 1,8 milhão.

Em 2019, a venda de seminovos e usados está aquecida. Somente entre janeiro e fevereiro, foram comercializadas 2,282 milhões de unidades. Esse resultado foi 7,1% maior que o mesmo período de 2018, segundo a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto).

Os dados indicam que é possível fazer uma boa compra. Para alcançar esse resultado, é necessário fazer um processo diferente daquele adotado para a compra do carro próprio. Em vez de verificar detalhes de gostos pessoais, o melhor é buscar os modelos que vendem de maneira rápida.

7 melhores carros para revenda

Os carros que têm uma revenda melhor são aqueles que vendem bem no mercado há algum tempo. Nesse quesito, existem diferentes listas que apresentam os modelos mais valorizados. Compilamos as principais e apresentamos os automóveis fundamentais para qualquer empresário que deseja obter um bom lucro. Veja!

1. Chevrolet Onix

No seu segmento, o Onix é o modelo mais vendido. Fabricado desde 2012, esse modelo é líder de vendas desde 2015. Além de ter ajudado a recuperar a imagem da Chevrolet, esse automóvel também chamou dos consumidores.

Os motivos que justificam as boas vendas são: 

  • espaço interno satisfatório;
  • design exterior bonito;
  • tamanho pequeno;
  • confiabilidade;
  • modernidade.

O Onix oferece motores 1.0 e 1.4, além de câmbio manual ou automático. Sua depreciação varia conforme a versão. A LT 1.0 manual é a que menos desvaloriza, com 7% no primeiro ano e 14% no segundo. A que mais perde valor é a LT 1.4 automático, que diminui 15% no primeiro ano e 22% no segundo.

2. Fiat Palio

A versão Fire é a que mais vende, mesmo sendo mais antiga. Os bons resultados são derivados da simplicidade de manutenção do veículo e confiabilidade. Além disso, o modelo oferece boa ergonomia, é econômico e tem itens agregados, como direção hidráulica e ar-condicionado. O principal defeito é ser pouco confortável, mas é um modelo ideal para utilizar no dia a dia.

As outras versões também apresentam bons resultados. Quando comparado ao Volkswagen Gol, seu principal concorrente, há mais opcionais, a exemplo dos já citados. Mais que isso, o custo para manutenção é baixo — o que o torna um bom carro compacto.

Powered by Rock Convert

A desvalorização do Palio é outro ponto positivo. Nos últimos 10 anos, o modelo que menos sofreu depreciação foi a versão Fire 1.0 8V Flex 4 portas básico. Em todo o período, a perda foi de 34,7%. Outras duas versões entraram na lista:

  • ELX N.Serie 1.4 8V Flex 4 portas básico: 38,8%;
  • ELX N.Serie 1.0 8V Flex 4 portas básico: 39,5%.

3. Volkswagen Golf

O Golf já é outro segmento, o premium. Desde seu lançamento, em 1994, foi bem recebido pelos brasileiros — um dos motivos foram as vendas internacionais, em alta desde 1974. No entanto, sua reputação se construiu e fortaleceu com o passar dos anos.

Seus proprietários reclamam poucas vezes de seu desempenho. Ele também tem um design bonito e boa estabilidade. Apesar da manutenção mais cara que outros modelos da marca, é um dos carros mais comercializados no mundo, com mais de 34 milhões de unidades.

Em relação à desvalorização, o Golf GTI 2.0 está na lista dos que menos perdem valor ao longo dos anos, com apenas 1,94% no primeiro ano de uso. Já no segundo ano, há um aumento na depreciação, que chega a 17,31%.

4. Toyota Corolla

No setor dos sedãs médios, o Corolla é um dos mais vendidos. Os motivos? Boa dirigibilidade, conforto, bom espaço interno, potência e, principalmente, pouca necessidade de manutenção. 

A fama da Toyota, marca japonesa, também é bastante positiva. Isso faz com que seus automóveis chamem a atenção dos consumidores, ainda que o valor seja um pouco mais elevado que outros modelos nacionais. A taxa de depreciação é outro fator positivo do Corolla. É de apenas 9% ao ano.

5. Ford Ecosport

Um dos mais vendidos no segmento de SUVs compactas, o Ecosport é bastante valorizado. Ele é confortável, bonito, espaço e confiável — afinal, conta com a mecânica da Ford. Mais que isso, a segurança é imperativa, já que o veículo tem sete airbags, inclusive na versão de entrada.

Em relação à desvalorização, o Ecosport também traz bom resultado. Segundo dados da tabela Fipe, o índice de depreciação é de 6,9%. Por isso, adquirir esse veículo para revenda é uma atitude certa.

6. Fiat Strada Adventure

Essa picape da Fiat é campeã de vendas em seu segmento por apresentar poucos problemas de manutenção e se adequar a diferentes estradas do Brasil, inclusive aquelas em más condições. Com a reestilização pela qual passou, o veículo se tornou mais chamativo para os consumidores — e consolidou seus bons resultados.

A desvalorização é baixa, de apenas 8,16%. O custo-benefício é outro ponto positivo, até mesmo porque os itens de série incluem direção hidráulica, volante e banco ajustáveis, rodas aro 16 e ar-condicionado.

7. Honda Civic

As versões do Honda Civic sempre têm sucesso de vendas e são bastante procuradas. A marca é sinônimo de bom desempenho e baixa manutenção. Com pouca ocorrência de falhas e mecânica mais simples que outros concorrentes do setor, esse veículo é garantia de um bom negócio.

Esses fatores também fazem a desvalorização do carro ser pequena: somente 5,6%. Além disso, há vários itens de série e acessórios que compensam a aquisição, como tela TFT de 7″ colorida, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e mais.

Além de observar esses modelos, vale a pena considerar a cor do veículo. O melhor é optar pelas mais valorizadas: branco, prata, preto, cinza e vermelho. Por serem tons neutros e mais sóbrios, são as mais fabricadas e as preferidas dos brasileiros. Ao equilibrar todos esses fatores, os carros para revenda se tornam mais atrativos para os clientes e você consegue fechar um ótimo negócio. 

Agora que você já sabe como comprar um automóvel para revenda, que tal saber mais sobre qual carro é melhor para você? Baixe seu guia definitivo para comprar seu carro e veja qual modelo se encaixa no seu perfil!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.