Como ficam as suas finanças com a chegada do primeiro filho?

A chegada do primeiro filho é um acontecimento único. Um momento especial que mudará para sempre a vida de todos os integrantes da família. Mas, além das emoções positivas que esse acontecimento proporciona, existem outros fatores e preocupações que vêm acompanhados dele.

Questões como saúde, educação, segurança e, principalmente, o orçamento da família devem ser fortemente impactados e gerar mudanças significativas no hábitos de todos. Como o equilíbrio das finanças é o que deve garantir que todas as outras questões sejam bem-resolvidas, é no orçamento doméstico que vamos focar.

Então, veja a partir de agora como as finanças são afetadas pela chegada do primeiro filho!

Reservas financeiras devem ser realizadas

Se a sua família ainda não conta com uma reserva de emergência, agora, mais do que nunca, vai precisar. Ao receber o resultado positivo de gravidez você só tem entre 7 e 6 meses para fazer isso.

Então, comece a formar uma reserva na poupança imediatamente. Acredite, ter um filho é mágico, mas os custos gerados podem assustá-lo, já que muitas emergências podem surgir após o nascimento.

O ideal é que o filho seja planejado para que você tenha tempo suficiente para acumular uma reserva financeira com calma e sem se apertar tanto. Mas, se isso não foi possível, ainda dá tempo. Só vai ter que se esforçar um pouco mais.

Despesas e custos precisam ser revistos

Você tem o hábito de sair com os amigos todo fim de semana? Viajar nos feriados e férias? E realizar outros gastos sem se preocupar muito com o dinheiro? Sinto em dizer que isso tudo vai mudar.

Não estou dizendo que ter um filho é uma coisa ruim, mas a sua vida deve mudar completamente. Ele passará a ser sua prioridade e isso acontecerá de forma natural. Isso quer dizer que deixará de viver como um jovem solteiro e passará a assumir responsabilidades por outra vida.

Diante da necessidade de formar uma reserva e cobrir novos custos no orçamento, você terá que economizar, e muitos gastos supérfluos terão que ser cortados ou, pelo menos, reduzidos.

Novas fontes de renda são necessárias

Além de adotar medidas estratégicas de economia, descobrir formas de ganhar mais dinheiro será fundamental para que você possa sempre aumentar a reserva de emergência, cobrir os novos custos e manter o padrão de vida que merece.

Isso será importante para atender à necessidade de maior estabilidade financeira da família e para garantir maior conforto e segurança à criança.

Mas obter esse feito não é fácil. Você vai precisar se aperfeiçoar na carreira para tentar uma promoção onde trabalha ou conseguir um emprego novo no qual possa ganhar mais e ter chances de crescer profissionalmente. Além disso, pode precisar fazer uma renda extra, trabalhando em horários de folga sendo consultor ou revendendo produtos.

Outros custos e despesas surgirão

Se os custos e despesas atuais deverão ser reduzidos, outros surgirão. Não existe uma época da vida em que você possa dizer que gastará menos com um filho.

Quando bebê, você terá despesas com fraldas, leite, saúde etc. Na fase de criança, vêm os custos com creche, escola, transporte etc. Na adolescência, ele precisará de um computador, fazer cursos profissionalizantes, terá formaturas e vai querer um celular e roupas da moda.

Já na fase adulta, mesmo trabalhando e constituindo família, você não perderá o hábito de se preocupar e deve pagar um plano de aposentadoria para ele e ajudá-lo a cobrir alguns custos e despesas por lembrar o quanto se gasta ao ter o primeiro filho.

Uma casa segura e maior é crucial

Talvez a casa que você more atualmente não seja a mais ideal para receber o primeiro filho, e, nesse momento, garantir o conforto e segurança da família é primordial. Agora, você precisará de mais um quarto para acomodar bem a criança e um quintal ou área de playground ampla para ele brincar. Também precisa se preocupar com a segurança, e talvez morar em um condomínio fechado seja a melhor opção.

Nesse caso, evite os financiamentos. Dê preferência para um consórcio, pois é bem mais barato e você pode tomar posse da nova casa ou apartamento ainda antes da chegada do primeiro filho.

Você precisará de um novo carro

E não é só da casa maior e mais segura que vai precisar. Um carro adequado às necessidades da família será importante. Um veículo hatch ou esportivo é apertado e desconfortável para transportar todos os integrantes da família mais a bagagem. Isso o fará considerar os modelos SUVs, minivans e sedãs. Além disso, precisará prestar atenção aos equipamentos e opcionais como cadeirinha e aparelho de DVD a bordo.

Na hora da aquisição, o consórcio será a melhor forma, pois o financiamento cobra taxas de juros tão altas que, até a sua quitação completa, você pagará o equivalente a dois carros do mesmo modelo.

Os investimentos devem continuar

Se antes os investimentos já eram importantes, agora serão fundamentais. São eles que vão lhe proporcionar a possibilidade de ter uma aposentadoria tranquila e, ao mesmo tempo, ajudar o seu filho a ficar seguro financeiramente no futuro.

Uma boa forma de fazer isso é pagar um consórcio para você e seu filho pensando na aposentadoria. Dependendo do plano, as prestações não impactarão tanto no seu orçamento doméstico, e você poderá dormir mais tranquilo sabendo que está garantindo um futuro mais tranquilo para toda a família.

Consórcio de bens como imóveis residenciais e comerciais são baratos e fáceis de fazer. Quando for contemplado, você poderá alugá-los e complementar a sua renda, podendo fazer ainda mais consórcios. Se mantiver um ciclo contínuo, acumulará muitos bens ao longo da vida e, a cada contemplação, terá um reforço adicional à renda.

A chegada do primeiro filho traz mudanças significativas à vida dos pais, e é nas finanças onde sentirão o maior impacto. Isso exige revisões, planejamento e estratégias para que tanto a sua vida quanto a do seu filho possa ser conduzida com tranquilidade e sem aperto no bolso.

Está aguardando a chegada do primeiro filho? Então, aproveite para descobrir também como garantir o futuro da sua família em 6 passos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *