Como fugir dos juros na compra de bens? Veja a melhor solução!

Comprar bens duráveis e aumentar o patrimônio é uma das melhores maneiras de investir seu dinheiro e ter mais conforto financeiro no futuro. Entretanto, a forma que muitos brasileiros escolhem para fazer isso não é a melhor, já que não conseguem fugir dos juros abusivos cobrados em empréstimos ou financiamentos.

Receber o produto rapidamente e poder pagar parcelado é algo bastante atrativo, mas a ideia de desembolsar duas ou até mais vezes o valor do bem no final da compra é uma grande desvantagem. Por isso, vale a pena conhecer formas mais econômicas de construir seu patrimônio. Quer saber mais? Confira as informações deste artigo!

É possível fugir dos juros em grandes compras?

O financiamento não é a única opção para quem deseja comprar um carro ou um imóvel. Entretanto, a popularidade dessa linha de crédito e o investimento em marketing fez com que os bancos se tornassem as primeiras instituições lembradas por pessoas que querem realizar esses sonhos.

Mas qual é o problema dessa escolha? Na verdade, são vários. Primeiro, não é fácil conseguir entrar em um financiamento. O banco faz uma série de exigências em relação à documentação, ao seu status de crédito e, claro, ao valor da entrada. Muitas vezes, é preciso desembolsar boa parte do valor do bem já nesse início.

Em tempos de crise econômica no país fica ainda mais complicado obter sucesso, já que as instituições financeiras costumam aumentar os requisitos e os juros devido ao maior risco de inadimplência. Assim, pode ser muito difícil ter aprovação na análise de crédito realizada nessas épocas.

Outra desvantagem é o valor das parcelas. Dar uma entrada alta e se responsabilizar por mensalidades caras pelos próximos anos ou décadas pode desequilibrar totalmente o orçamento familiar. É preciso lembrar que alguns pontos do futuro são imprevisíveis — podem acontecer imprevistos tanto em relação ao pagamento quanto à insatisfação com o bem adquirido.

Então, o que fazer para fugir dos juros e dos outros problemas de um financiamento? Uma das opções é poupar o dinheiro para fazer a compra à vista. Mas sabemos que não é tão fácil juntar o suficiente para uma grande aquisição. Além disso, não é vantajoso usar toda a sua reserva para ter um bem, pois isso deixaria você descapitalizado.

Logo, a melhor alternativa é fazer a compra parcelada, mas sem o pagamento de juros exorbitantes. Dessa forma, é possível ter um patrimônio sem entrar em dívidas. E a maneira de realizar isso é por meio de um consórcio. A taxa de administração cobrada é bem menor do que a armadilha dos juros de bancos.

Como funciona o consórcio?

O consórcio é uma modalidade de negócio que une vários compradores em um grupo de autofinanciamento. Cada um deles paga um valor mensal que capitaliza o coletivo para adquirir todos os meses uma ou mais unidades de determinado bem.

Tudo é organizado por uma administradora de consórcio. As empresas desse ramo são regulamentadas pelo Banco Central do Brasil, o que oferece segurança para os participantes. Além disso, todas as particularidades do grupo são regidas em contrato e o consorciado está protegido pelo Código de Defesa do Consumidor.

Nenhuma transação envolve pegar dinheiro emprestado — por isso, não há cobrança de juros. Você paga o valor correspondente ao produto que está comprando e a taxa para que a administradora organize o grupo.

Os pagamentos mensais são para custear a carta de crédito, que é o valor para compra do bem que você escolheu. Antes de entrar no consórcio é possível optar entre diversos produtos, decidindo de acordo com as suas possibilidades financeiras. Dessa forma, fica mais fácil manter o orçamento equilibrado.

Mesmo pagando parcelado, você aproveita as vantagens da compra à vista, pois quando receber a carta de crédito terá todo o valor disponível e poderá negociar melhores condições com o vendedor. O dinheiro fica disponível ao final do período de duração do grupo ou pode ser recebido antes pelos participantes que forem sorteados ou derem um lance para antecipação de parcelas.

Os sorteios e lances são organizados pela administradora nas assembleias do grupo. As assembleias costumam acontecer uma vez por mês (ou na frequência registrada no contrato).

Quais são as vantagens do consórcio?

Neste artigo, já falamos de algumas grandes vantagens: a ausência de juros que geralmente são cobrados em financiamentos e a possibilidade de fazer um planejamento mais bem estruturado, escolhendo a carta de crédito que melhor se adapta a sua situação financeira. Veja, agora, mais benefícios de um consórcio!

Não desequilibra o orçamento familiar

Uma grande economia é feita logo no início do consórcio, já que não é preciso pagar entrada — como no financiamento. Assim, você não precisa ter esse dinheiro. E o melhor: se tiver, pode guardá-lo para oferecer um lance e ser contemplado mais rápido.

Além disso, o pagamento das mensalidades do consórcio promove mais equilíbrio financeiro porque você opta exatamente por um valor que se adapta ao orçamento disponível. Não é preciso desequilibrar as finanças para cumprir as condições impostas por um banco. No consórcio, a escolha é sua.

Contribui para o planejamento financeiro saudável

Como as vantagens financeiras do consórcio deixam o poder de decisão com você, fica muito mais fácil fugir dos juros e manter um bom planejamento financeiro. Ou seja, é a forma mais saudável de adquirir bens duráveis.

Na prática, em vez de contrair uma dívida para fazer a compra, você está poupando dinheiro para realizar um sonho no futuro. Essa organização financeira vai aumentar as suas reservas, que podem ser utilizadas para custear outros planos ou para antecipar parcelas do consórcio.

Promove flexibilidade

Você não é obrigado a adquirir o mesmo bem que foi delimitado no consórcio. É possível utilizar o dinheiro para comprar outro produto da mesma categoria. Também não tem problema desistir de fazer a compra: é possível receber o valor pago no final do período estipulado para o grupo.

Percebeu como existem maneiras mais vantajosas de construir seu patrimônio sem se endividar ou pagar muito mais do que deveria? Fugir dos juros por meio de um consórcio é a melhor opção!

E então, quer aproveitar as vantagens que comentamos neste post? Baixe nosso e-book e saiba tudo o que você precisa sobre consórcio!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.