Conheça os principais tipos de seguros auto

Com os altos índices de roubo e furto de carros registrados no Brasil, ficar sem seguro é um risco muito grande. Além disso, não podemos ignorar que o fluxo de veículos circulando nas rodovias aumenta a cada ano, elevando os riscos de acidentes.

Muitos veículos no país ainda circulam sem seguro, e existem dois motivos principais para isso. O primeiro é que muita gente o considera um tipo de custo dispensável; o outro é a falta de conhecimento sobre os tipos de seguros e suas coberturas.

No primeiro caso, basta acontecer alguma ocorrência para bater aquele arrependimento de não contar com um. Já no segundo caso, podemos resolver com este post.

Por isso, acompanhe a leitura e conheça a seguir os principais tipos de seguros auto e o que eles cobrem!

Seguro básico

Como o próprio nome já diz, trata-se de uma apólice de seguros com cobertura limitada às ocorrências mais comuns registradas no Brasil. Nessa modalidade, o seguro cobre basicamente furtos e roubos.

Se tiver disposto a pagar um pouco mais, algumas seguradoras oferecem a possibilidade de instalar um rastreador no veículo, facilitando a sua localização, caso seja roubado. O rastreador é ideal para veículos de alto valor ou que transportam valores significativos.

O plano básico também pode incluir cobertura por perda total em colisão, dependendo da seguradora, mas é preciso ficar atento a alguns pontos. Por exemplo: a indenização só é recebida se os danos superarem 75% do valor total do veículo. Em casos de roubo, a indenização só acontece se o carro não for mais encontrado ou, se encontrado, e os danos também forem maiores do que 75% do valor do carro.

Se o veículo for encontrado faltando algumas partes como faróis, lanternas, uma roda ou uma porta, você não é indenizado e terá que arcar com os prejuízos sozinho.

Por ter uma cobertura limitada, o preço é bem mais em conta, e a forma de pagamento pode ser por meio de mensalidades contínuas, não havendo renovação do contrato anual como em outras modalidades.

Seguro popular

O seguro popular é muito confundido com o plano de seguro básico, mas, na verdade, ele possui características peculiares. Veja as principais abaixo:

  • diferentemente do plano básico, essa modalidade oferece cobertura em casos de colisões com danos parciais;

  • o proprietário do veículo pode escolher em qual oficina deseja fazer os reparos;

  • veículos de qualquer marca, modelo e ano podem ser assegurados;

  • as peças de reposição devem ser de desmanches.

Esse plano é ideal para carros mais antigos e de colecionadores. Por suas características, ele pode ser bem barato e não impactar tanto no orçamento familiar.

Seguro total

Quando falamos em tipos de seguros auto, a primeira coisa que vem à mente é a proteção contra todo tipo de situação, não é mesmo? Bom, nessa modalidade a cobertura é praticamente dessa forma. Também conhecido como seguro máximo ou seguro compreensivo, o seguro total oferece uma cobertura bem ampla. Veja os principais benefícios abaixo:

  • assistência 24 horas para guincho e socorro mecânico e elétrico;

  • danos parciais em pequenos acidentes;

  • indenização em casos de incêndios;

  • proteção contra roubos e furtos;

  • proteção contra danos morais;

  • indenização a terceiros;

  • perda total por colisão;

  • quebra de vidros;

  • carro reserva.

Por oferecer uma cobertura completa, o valor das mensalidades pode ser alto, mas é a modalidade mais indicada para todos os casos.

É bom lembrar também que o ano do veículo conta muito aqui. Quanto mais velho for, mais caro será o plano devido à dificuldade na reposição de peças.

Geralmente, veículos com mais de dez anos não são aceitos por essa modalidade e a partir de cinco anos de uso já começa a perder a boa relação custo-benefício.

Seguro de terceiros

Essa modalidade de seguro auto é bem diferente das outras, pois o foco muda do seu veículo para os danos corporais, morais e materiais causados a outras pessoas envolvidas no acidente. Essa cobertura pode ser inclusa dentro do plano de seguro total ou ser contratada de forma independente.

O mais interessante é que ele cobre danos que você venha a causar a pedestres (em casos de atropelamentos), a outros motoristas (em casos de acidentes), a veículos de outras pessoas, muros, postes e muito mais. Isso dá certa tranquilidade ao assegurado, pois ele não terá que arcar com essas despesas do próprio bolso?

Devido à sua importância, esse tipo de seguro é indicado para todos os casos.

Seguro de acidentes aos passageiros

Esse tipo de plano se assemelha ao seguro de terceiros por cobrir danos morais, corporais e materiais causados a outras pessoas. Só que, nesse caso, a cobertura é direcionada aos passageiros do seu veículo.

As principais coberturas desse plano abrangem mortes acidentais ou invalidez permanente das pessoas que estejam sendo transportadas no seu carro. É extremamente importante para quem trabalha especificamente com o transporte de pessoas. Por exemplo: taxistas, motoristas de Uber, van escolar, ônibus e micro-ônibus de turismo etc.

Seguro DPVAT

A sigla DPVAT significa “Danos Pessoais por Veículos Automotores de Vias Terrestres” e é um tipo de seguro obrigatório, imposto pelo governo, que é cobrado por meio de cota única, uma vez por ano. Geralmente, vem acompanhado do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

O “seguro obrigatório”, como muita gente o conhece, é administrado pelo Estado e tem como finalidade cobrir danos causados às vítimas de acidentes nas estradas brasileiras.

Para ser beneficiada por ele, a pessoa precisa reunir provas como imagens, registros de ocorrência na polícia, laudos médicos e testemunhas para dar entrada no processo de requisição.

Por ser obrigatório, costuma ser exigido em fiscalizações (blitz) pela polícia e, caso não tenha registros de pagamento, o veículo pode ser apreendido até que o problema seja resolvido.

Como você pode ver, existem vários tipos de seguros auto: cada um com valores, coberturas e finalidades diferentes. A escolha do ideal vai depender das suas necessidades e capacidade financeira. O mais importante é que contrate um para evitar grandes prejuízos e fugir de problemas com ações na justiça.

Se essas informações foram úteis para você, compartilhe com os seus amigos, conhecidos e familiares nas redes sociais! Assim, ajudará eles também a se precaverem contra a falta de um seguro.

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.