Guia do orçamento familiar: como organizar um para sua casa?

A organização financeira é um desafio para muitas famílias brasileiras. Não é à toa que os níveis de endividamento e inadimplência no nosso país são considerados altos. Em muitos casos, a vivência de problemas se deve à falta de acompanhamento e ao descontrole financeiro. Dessa forma, eles podem ser evitados se você aprender a montar um orçamento familiar com eficiência.

Dar maior atenção à vida financeira na sua casa vai proporcionar não só que as contas sejam ajustadas à sua renda, mas também que a sua família consiga lidar melhor com imprevistos e seja capaz de realizar sonhos com seu dinheiro. Quer saber como tudo isso é possível? Confira as informações deste post!

Entendendo o que é o orçamento familiar e sua importância

O orçamento familiar é um recurso que ajuda a entender como estão as suas finanças e a planejar o que você quer para elas. Pense no que acontece quando você pede um orçamento para algum profissional: ele vai passar valores referentes aos custos para realizar determinado serviço — embutindo também o quanto ele ganha pela mão de obra.

O seu orçamento familiar segue a mesma lógica. Em outras palavras, tem o objetivo de especificar os valores que sua família recebe de dinheiro a cada mês e quais são os gastos fixos e custos variáveis ao longo desse período. Com isso, fica mais fácil entender a sua renda e saber exatamente em que ela está sendo empregada mensalmente.

Esse controle faz toda a diferença na sua vida financeira. Afinal, fica muito difícil administrar o dinheiro quando você não sabe em que ele está sendo gasto. Por isso, o orçamento familiar é um passo indispensável para conquistar a saúde das finanças.

Ao montar e analisar seu orçamento, você consegue avaliar se o padrão de vida da sua família é condizente com a renda ou fazer as mudanças necessárias para que isso aconteça. Esse é um cuidado essencial, pois promove maior consciência em relação aos seus gastos e uma organização das necessidades e dos objetivos familiares.

Uma vantagem muito importante do controle financeiro é proporcionar facilidade na realização de sonhos. Nem sempre os brasileiros têm dinheiro disponível para custear seus projetos. Geralmente, isso acontece porque a renda da família é toda gasta sem controle ao longo do mês. Logo, o orçamento torna possível a adaptação das despesas para que o dinheiro seja mais bem gasto.

5 passos simples para organizar seu orçamento familiar

Entendeu a importância de montar um orçamento familiar? Agora, confira um passo a passo que vai ajudar você a planejar suas finanças da melhor forma!

1. Registrar as receitas e gastos da casa

A primeira etapa de qualquer planejamento financeiro é o registro das receitas e despesas. Ele funciona como um diagnóstico da sua vida financeira até então. Para fazer isso, você deve anotar todo dinheiro que entra e sai das contas da família ao longo do mês. Assim, ao final do período, terá informações muito úteis para a montagem de um orçamento familiar.

Uma ótima ferramenta para fazer o registro do seu orçamento é um aplicativo de controle financeiro. Existem diversas opções disponíveis e você pode escolher aquela que lhe parecer mais fácil. Esses aplicativos permitem anotar facilmente todas as despesas e dividi-las em categorias. Desse modo, fica fácil quantificar os gastos de cada uma delas (por exemplo, moradia, alimentação, lazer etc).

2. Identificar possibilidades de economia

Você vai entender qual costuma ser o seu padrão de gastos depois que conseguir registrar tudo o que gastou durante um mês. É claro que isso pode variar muito de um período para o outro, por isso também é interessante considerar os extratos bancários de outros meses para ter uma ideia de como funciona o consumo da família.

A partir desse diagnóstico, chega o momento de planejar as finanças — ou seja, avaliar o que está funcionando e o que precisa ser modificado. O ideal é procurar novas possibilidades de economia de forma que você possa cortar gastos e evitar desperdícios. Esses cuidados vão melhorar sua eficiência financeira (isto é, permitir fazer mais com menos dinheiro).

3. Investir em educação financeira

Controlar o seu dinheiro é uma habilidade aprendida, como qualquer outra na sua vida. Isso significa que buscar educação financeira vai proporcionar conhecimentos importantes sobre economia, administração do orçamento, investimentos e outras decisões relevantes — tornando mais fácil o desenvolvimento de hábitos positivos.

Assim como a leitura deste post agrega ensinamentos sobre o orçamento familiar, você também pode buscar novas informações em outros artigos, livros, filmes e cursos. Sem dúvida, vale muito a pena investir tempo e dinheiro em educação financeira, pois o retorno é de grande valor.

4. Montar uma reserva para emergências

Um dos pilares mais importantes do planejamento financeiro é a reserva de emergência. De pouco adianta montar um bom orçamento familiar, se você fica exposto a grandes problemas sempre que acontecer um imprevisto. Considerando isso, juntar dinheiro em um fundo que fique disponível para ser usado em momentos inesperados protege o orçamento que você aprendeu a montar.

Assim, as suas finanças mensais não sofrerão abalos profundos porque haverá um valor disponível para lhe socorrer. Ele pode ser usado em casos de urgências médicas, gastos inesperados com manutenções de um veículo e outras situações que fogem do planejamento mensal.

5. Estabelecer metas financeiras

O próximo passo para ter um orçamento familiar eficiente é estabelecer suas metas financeiras. Ter objetivos claros para o seu dinheiro ajuda a manter o comprometimento com o controle de gastos e facilita a realização de seus sonhos. Por exemplo, uma família que deseja adquirir a casa própria precisa adaptar suas finanças para custear esse projeto.

Na hora de estabelecer as metas, lembre-se de que não estamos falando de um orçamento pessoal, mas familiar. Por isso, todos os membros devem participar da construção dos objetivos comuns e precisam estar alinhados para manter a disciplina nas finanças. Envolva, inclusive, seus filhos e aproveite a oportunidade para passar bons valores financeiros a eles.

Converse com a sua família sobre a realidade financeira do grupo e os sonhos que têm para realizar no futuro. Com certeza, o orçamento familiar se torna mais agradável e efetivo quando todos estão unidos em torno de um objetivo comum!

E então, este post ajudou você? Continue no blog e saiba como ter seu próprio imóvel mesmo ganhando pouco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *