Entenda os altos impactos do imediatismo para sua saúde financeira

Não é novidade para ninguém que os avanços tecnológicos permitiram uma série de benefícios até então inimagináveis. O acesso à informação e o rompimento de fronteiras, tudo em um estado constante de conexão, aceleraram também o ritmo de consumo de conteúdos e, consequentemente, a busca por satisfazer desejos.

Por outro lado, muitos problemas surgiram diante de tantas vantagens. Um deles é o imediatismo, fruto em especial da redução do tempo necessário para colher os resultados de diversas atitudes. A sensação de estar sempre no presente, aliada à incapacidade de esperar, gera um caos desesperador pela instantaneidade.

Esse mau hábito de querer tudo “aqui e agora” pode causar inúmeros prejuízos, inclusive, à saúde financeira das pessoas. A crescente oferta de novos produtos e serviços estimula, em quem não está preparado mentalmente, a cometer excessos que desequilibram o próprio patrimônio. Continue lendo e veja os fortes impactos do imediatismo!

Ansiedade

Transtornos psicológicos, finalmente, têm recebido a devida atenção. E nunca é demais enfatizar os efeitos negativos de problemas como a ansiedade, que pode desencadear contratempos de gravidade ainda maior, como depressão.

O imediatismo é uma cultura que incentiva percepções desconectadas da realidade, mas que propicia a formação de sentimentos extremamente nocivos. A dependência da imagem e da busca por se encaixar em padrões estéticos ou de consumo gera relações sem profundidade.

No fim das contas, o que acontece é o desenvolvimento de uma espécie de bola de neve de emoções. Em um mundo imediatista, fica fácil acreditar que não se é bom o suficiente para diversas coisas na vida.

Escolhas erradas

A internet, por exemplo, é um canal que entrega experiências muito enriquecedoras, mas que também nos mantém frequentemente expostos ao consumo de produtos ou serviços pensados para causar a sensação de desejo. E aí mora um sério problema.

O imediatismo, nesse cenário, pode levar uma pessoa a tomar escolhas erradas e colocar em risco o próprio equilíbrio financeiro. Sabe aquele tênis de marca ou aquela camisa da moda que transmite a ideia de sucesso e encaixe nos padrões? Pois nem sempre é algo de que precisamos.

A demonstração acima, claro, tem caráter totalmente ilustrativo — seria possível substituí-la por qualquer outro item e sentimento. Fato é que alguém imediatista está bem mais propenso a se arrepender de decisões tomadas com base naquele mesmo instante, sem analisar a perspectiva de futuro e a real necessidade do ato.

Frustração

Apesar da já citada grande oferta existente nos dias atuais, nem sempre se consegue algo de maneira instantânea. Por vezes, independentemente da vontade, é preciso esperar. E isso pode desencadear uma enorme frustração.

Na verdade, diante desse turbilhão de informações e conteúdos, falta tempo para refletir. Com isso, tomamos decisões erradas, e o hábito de pensar a médio ou longo prazo se perde.

Quando essa história se repete em looping, o indivíduo passa a viver um estado de constante frustração. O imediatismo desperta o desejo de ter tudo no mesmo instante, mas logo em seguida a vontade se transfere para outro objeto, e assim o ciclo continua evocando sentimentos prejudiciais.

Desejo de tudo ao mesmo tempo

No tópico anterior, falamos sobre frustração. E a menção à vontade de ter tudo ao mesmo tempo é exatamente mais um dos fatores prejudiciais da cultura imediatista. Com tantas opções disponíveis, aliadas à alta exposição do padrão de vida de outras pessoas, surgem desejos como esse.

É normal, então, que a ansiedade leve a obsessões momentâneas e frequentes, mas passageiras. Se hoje as pessoas querem frequentar determinado bar da cidade, amanhã a tendência muda de direção e passa a ser outro local, outro produto, outro entretenimento e assim por diante.

Impaciência

Percebe como uma coisa leva à outra? Ansiedade e frustração fomentam escolhas erradas, e o desejo de ter tudo ao mesmo tempo pode gerar uma forte sensação de impaciência, por exemplo.

A incapacidade de aguardar resultados de prazo maior impede a vivência de um dia a dia calmo e tranquilo. Pouca gente consegue alterar essa mentalidade, pois de fato não é simples seguir um padrão de comportamento para colher os frutos apenas horas, dias, semanas, meses ou anos mais tarde.

O imediatismo, em geral, prejudica não apenas o planejamento do futuro, mas também a experiência do presente. Apaga-se cada vez mais o poder humano de desfrutar dos momentos enquanto eles acontecem, em nome do estímulo a ideias relacionadas ao próximo evento, à próxima tendência, à próxima necessidade imposta socialmente.

Falta de planejamento

Sem o poder de sentir o presente e tomado por impaciência, frustração e ansiedade, é muito complicado organizar qualquer tipo de planejamento, tanto no sentido pessoal quanto profissional.

E lembre-se: o planejamento não basta apenas para se ver bem anos à frente. Afinal de contas, precisamos planejar o turno seguinte, as horas seguintes e os dias seguintes. Com a mente recheada de inquietações imediatistas, incentivadas pelos tão mencionados vícios sociais, organizar o futuro, seja ele próximo, seja ele distante, torna-se inviável.

Dificuldade de concentração

A falta de foco nas atividades rotineiras é bastante prejudicial para a saúde. Trata-se de um problema que impede a eliminação dos outros contratempos citados até aqui no post, como ansiedade e impaciência.

Os diversos estímulos aos quais somos expostos, de fato, dificultam a capacidade de concentração. A chave é desenvolver mecanismos mentais de acordo com a sua realidade para bloqueá-los, evitando pensar muito no futuro, enquanto se foca no momento presente.

Se você tem filhos pequenos, por exemplo, entende bem a respeito desse assunto. O mundo moderno apresenta muitas distrações, a qualquer hora e em qualquer lugar, dada a enorme quantidade de telas e conexões à disposição. Encarar processos caracterizados por começo, meio e fim pode representar um grande desafio, sobretudo para crianças.

Conforme observamos, fugir do imediatismo consiste em uma transformação da própria mentalidade. É importante ser forte emocionalmente para não se deixar abalar por tudo isso. Se for o caso, procure a ajuda especializada da psicologia, pois várias situações exigem tratamento. E para não perder dinheiro e facilitar o cumprimento de sonhos de vida, sem desequilibrar o orçamento, procure saber mais sobre consórcios!

A Bamaq auxilia você com casa, carro, moto ou investimentos, sempre colocando seus interesses em primeiro lugar. Entre em contato conosco para conhecer melhor as alternativas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.