Por que a venda de consórcios se tornou uma tendência na crise?

Em épocas de recessão econômica, é preciso apertar o cinto. Alguns gastos são cortados, compras são adiadas e a reserva de emergência aumenta. Diante da desconfiança em relação ao cenário nacional, as pessoas buscam mais estabilidade na sua renda.

Os contextos de crise guardam também oportunidades. Não é preciso abrir mão de todos os sonhos nem desacreditar completamente dos investimentos. Enquanto algumas opções se tornam desvantajosas, outras se apresentam como boas alternativas.

É o caso da venda de consórcios. A procura por esse serviço cresce a cada ano, principalmente neste período difícil. Quer saber como essa opção pode ser uma saída para a sua família em plena crise econômica? Leia o nosso post!

A atual situação econômica do Brasil

A crise econômica vem afetando o Brasil há alguns anos, aprofundada pela instabilidade política. Das grandes empresas até o trabalhador comum, todos estão sentindo o impacto da recessão.

Instabilidade econômica, oscilação dos preços, maiores taxas de desemprego e aumento dos juros são alguns sinais de que o país precisa entrar nos eixos novamente.

Enquanto isso não acontece, a população procura formas de manter o orçamento doméstico equilibrado mesmo diante dos desafios. Cortar gastos, procurar rendas extras e adiar grandes compras são algumas das estratégias utilizadas.

Além de não sentirem confiança em comprometer qualquer quantia significativa nesse momento, as pessoas também deixam de adquirir bens por conta da limitação de crédito e do aumento dos juros. Entrar em financiamentos agora está fora de cogitação para a maioria dos brasileiros.

Entretanto, nem tudo é negativo. Nesse cenário de maior cuidado financeiro, as economias pessoais vão aumentando e as pessoas conseguem juntar um valor para o futuro. Muitas começam a se educar financeiramente neste momento de crise. Antes tarde do que nunca, não é mesmo?

A demanda do brasileiro por estabilidade

Ninguém gosta de passar por momentos de instabilidade econômica. As pessoas se organizam durante toda a vida para conquistar a independência financeira e manter uma rotina confortável com o seu trabalho. Ter uma reserva financeira para adquirir bens é o que todo brasileiro deseja.

Como afirmamos, a crise nacional estimulou muitas pessoas a organizarem melhor as suas finanças e conseguirem se manter estáveis mesmo com as dificuldades externas. Assim, o lado positivo é que os brasileiros aproveitam o período para refletir sobre o seu padrão de consumo e planejar as compras com mais cuidado.

Fazendo isso, é possível evitar arrependimentos financeiros e se livrar de juros abusivos. Não é incomum, por exemplo, que em momentos de prosperidade as pessoas entrem em um financiamento sem refletir sobre o impacto que ele causa no orçamento. É por isso que a venda de consórcios aumenta durante a crise — ele é a opção mais responsável nesse cenário.

A limitação do crédito devido à alta dos juros e à burocracia dos bancos

Uma das principais medidas dos governos diante de crises econômicas é o aumento da taxa de juros, o que impacta negativamente na concessão de crédito e no consumo da população. Fazer contratos com bancos durante a alta de juros não é nada vantajoso, pois você vai pagar muito mais.

Em meio à crise, os bancos e instituições financeiras também procuram se proteger. Afinal, o dinheiro não está sobrando, e o número de inadimplência costuma aumentar. Por isso, quem tenta um empréstimo ou financiamento esbarra também em muita burocracia.

Com tantos obstáculos, fechar esse tipo de negócio fica bem mais difícil. É aí que as vantagens do consórcio se sobressaem: esse serviço não cobra juros, as parcelas são mais baratas e a burocracia para a contratação é muito menor que a do financiamento. Diante das restrições de crédito, ele é a melhor opção para o consumidor.

Quem não tem dinheiro ou segurança para adquirir um bem à vista e está impossibilitado de contratar um empréstimo no banco, tem no consórcio uma alternativa viável e econômica. Além de não pagar entrada ou taxa de juros, você pode delimitar as parcelas em um valor que não impacte o seu orçamento.

O consórcio como forma de se manter disciplinado

A melhor maneira de ter estabilidade financeira e adquirir um bem sem se endividar ou pagar mais do que ele vale é juntando dinheiro, certo? Infelizmente, muitos brasileiros não conseguem organizar suas finanças e manter uma boa reserva. O consórcio também pode ajudar nisso!

Ao contratar esse serviço, você está, na verdade, juntando um valor todo mês para comprar um produto de forma econômica. Sem pagar juros e sem comprometer as suas contas básicas, é possível conquistar segurança financeira e se planejar para a compra. Como se trata do pagamento de parcelas, você se obriga a ter disciplina.

Assim, o consórcio é como uma poupança forçada. Muitas pessoas têm dificuldade para juntar dinheiro em contas de banco, já que o montante fica disponível para saques. Ao pagar as parcelas do consórcio, você não pode mais contar com aquele dinheiro, ou seja, ele está protegido. No fim dos pagamentos, você tem o valor necessário para conquistar o seu objetivo.

A possibilidade de investimento a longo prazo

Quem diria que é possível planejar a longo prazo mesmo em épocas de crise? Essa é a grande oportunidade que o consórcio proporciona! Enquanto as pessoas apertam os cintos e adiam as compras, você pode investir no futuro. Não é preciso ser especialista em finanças para aproveitar essa oportunidade.

O consórcio é um investimento de baixo custo, que traz um retorno positivo sem prejudicar o seu orçamento. Além disso, ele é seguro — você não corre o risco de perder dinheiro por causa de mudanças na economia. Com ele, é possível juntar um valor significativo, mesmo ganhando pouco ou vivendo épocas críticas.

A administradora de consórcio tem várias opções. Você pode escolher aquela que melhor se encaixa nos seus gastos mensais, para não comprometer nenhum outro gasto fixo. Você decide o prazo de pagamento e o valor das parcelas de acordo com a sua realidade.

Com organização e esforço, é possível vencer a crise e até mesmo crescer financeiramente. Para isso, a venda de consórcios é uma ótima opção. Contratando esse serviço, você avança na educação financeira e consegue realizar os seus sonhos, mesmo em um cenário de instabilidade econômica.

Quer aproveitar as vantagens do consórcio? Entre em contato com a BAMAQ Consórcio. Podemos ajudar você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *