Primeiro imóvel: 6 dicas para acertar na escolha

Ter a própria casa ou apartamento é o sonho de muitas pessoas, mas comprar o primeiro imóvel envolve muita responsabilidade. Além de ser um grande investimento, trata-se de um plano em longo prazo. Por isso, é preciso se planejar financeiramente para os próximos anos.

É necessário, também, escolher um local que caiba nos seus sonhos futuros. Afinal, a ideia é que você e sua família vivam nele por muito tempo. Assim, há uma série de cuidados que podem garantir a sua satisfação com a compra.

Quer saber o que deve ser considerado para que você acerte ao adquirir seu imóvel? Trouxemos ótimas dicas neste post. Confira!

1. Pesquise bastante

O primeiro passo é realizar várias pesquisas, para analisar a realidade atual do mercado de imóveis, visitar alguns locais e comparar, além de conhecer diversas condições de compra e pagamento. Assim, por mais que a sua ansiedade seja ter o primeiro imóvel o quanto antes, a paciência é fundamental para que essa compra não traga dificuldades desnecessárias.

Você pode começar pedindo indicações para familiares e amigos que já passaram por esse momento. Eles terão dicas importantes e poderão apontar empresas ou corretores que prestaram um bom atendimento.

Visitar as casas e apartamentos sem pressa também é importante para que você observe todos os aspectos e estabeleça critérios de comparação. Fique atento à negociação do valor. Dependendo das características do imóvel e da corretora, é possível conseguir bons descontos.

Além disso, nessa fase de pesquisas, não se esqueça de considerar os gastos extras com a aquisição. Não é suficiente comparar o valor de venda dos imóveis, há uma série de custos que devem entrar na conta: como o imposto de transferência (ITBI), a escritura e o registro.

2. Avalie a situação do imóvel

Para acertar na escolha, há alguns detalhes que merecem atenção. Em termos estruturais, verifique as instalações tubulares de água — abra as torneiras e veja se o líquido sai limpo. Cheque também a situação das tomadas e da rede elétrica da casa.

Se não for um imóvel novo, seja mais cuidadoso ainda. Procure por dificuldades como falhas estruturais, infiltrações, mofo, infestações de cupim, entupimentos e problemas na rede elétrica e hidráulica.

Além disso, conheça as condições do bairro e da vizinhança. Quando você se interessar por um local, procure visitá-lo várias vezes, em horários diferentes do dia e da semana. Assim, você terá mais informações sobre o movimento das ruas, a segurança e o barulho dos vizinhos.

3. Escolha um tamanho que atenda à demanda dos moradores

Esse é um fator fundamental para quem está comprando o primeiro imóvel. É preciso pensar não só nas suas necessidades atuais, mas também no futuro. Você pode estar se mudando sozinho ou em casal agora, por exemplo, mas vai precisar de um local maior caso pense em ter filhos daqui a alguns anos.

Assim, a metragem do imóvel e o número de quartos são aspectos importantes na sua lista de critérios. É importante considerar as necessidades da sua família. Se alguém trabalha em casa, por exemplo, é necessário ter um escritório confortável. Se há crianças pequenas, um espaço livre no apartamento ou no prédio é uma questão importante.

Lembre-se de pensar em longo prazo. Seus filhos pequenos podem dividir um quarto agora, mas como será quando entrarem na adolescência? Se daqui a cinco ou dez anos você considera que pode ser interessante que cada um tenha privacidade, isso já deve ser requisito para a compra do seu imóvel hoje.

4. Procure por um bairro com bom custo-benefício

Além das características do imóvel, é muito importante analisar a localização. Para encontrar o melhor custo-benefício, tenha clareza das suas necessidades. Se alguém da sua família utiliza o transporte público, por exemplo, é indispensável que a casa esteja em um bairro com acesso a essas opções.

Caso vocês precisem do suporte de algum familiar, procurar por bairros próximos é a melhor decisão, assim você economiza tempo e facilita a rotina de todos. Da mesma forma, morar perto de onde trabalha aumenta a sua qualidade de vida, ao diminuir os minutos perdidos no trânsito.

Outra característica muito relevante é a valorização do bairro. Estar em uma boa localização garante que o seu imóvel se valorize com o tempo e também possibilita que você consiga vendê-lo mais rápido, caso seja necessário.

Avaliar a vizinhança também é essencial. Veja se há a proximidade de serviços, como farmácias, mercados, bancos e opções de lazer. Além disso, observe se os vizinhos são gentis e se não há muito barulho. Morar próximo a restaurantes ou empresas que geram ruídos excessivos pode não ser uma boa opção.

5. Conheça as condições de pagamento

As facilidades podem ser diferentes de uma corretora para outra e mesmo de um imóvel para outro. Por isso, é importante você tirar todas as suas dúvidas e anotar as informações, para poder comparar os imóveis que gostou e decidir qual se encaixa melhor nas suas condições.

Se você não tiver o valor do imóvel à vista, vai precisar pesquisar em bancos para conhecer as condições de financiamento. Se essa for a sua escolha, o ideal é conseguir um bom dinheiro de entrada, para diminuir o número e o valor das parcelas. Assim, você pagará menos juros e terá sua casa mais rapidamente.

6. Planeje seu orçamento

Não é possível adquirir o primeiro imóvel sem se planejar. Essa é uma compra a longo prazo, por isso, você deve considerar que as parcelas serão pagas por alguns anos, até por décadas. Assim, é preciso se organizar para ter condições de honrar com esse valor até a quitação.

O ideal é juntar dinheiro antes de decidir pela compra do imóvel, assim você já terá um valor para a entrada e algumas taxas. Para evitar o pagamento de juros, o consórcio é uma boa alternativa ao financiamento. Ele é um investimento de baixo risco e possibilita que você economize e junte dinheiro.

Com essas dicas, você tem tudo para acertar na escolha do primeiro imóvel. É possível realizar esse sonho, sabendo que pesquisou bastante e escolheu a melhor opção. Tenha esses cuidados e garanta a tranquilidade na compra!

Quer continuar acompanhando nossas publicações? É só nos seguir nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Twitter.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *