Saiba como garantir uma aposentadoria tranquila e estável

Ter uma aposentadoria tranquila depende de inúmeros fatores, mas a maioria deles é você quem controla, ditando o ritmo. Independentemente da idade que você tem agora, dá tempo para fazer alguma coisa, mas o ideal é que comece ainda jovem, principalmente na idade produtiva, para se preparar com calma e acumular mais recursos. Afinal, o quanto antes se preocupar com isso, melhor será essa fase da sua vida.

Além disso, você precisa adotar algumas estratégias para impulsionar os rendimentos e ter uma aposentadoria que sustente o padrão de vida que você merece. Quer saber quais são elas? Então, confira a partir de agora as 7 dicas mais importantes para você garantir uma aposentadoria tranquila!

1. Aproveite ao máximo a sua idade produtiva

Quando se é jovem, as pessoas gozam de melhores condições de saúde e apresentam maior disposição para o trabalho. Aproveite esse momento para se dedicar à vida profissional e se esforçar mais.

Você pode, por exemplo, fazer uma faculdade, obter certificações e outras qualificações para se profissionalizar e crescer na empresa que trabalha ou ocupar um cargo importante em outra empresa.

Mesmo assim, você pode aproveitar períodos de folga para ter uma renda extra. Já pensou em oferecer suas habilidades em troca de dinheiro? Pois, deveria. Por exemplo: se você é bom em contabilidade, por que não oferecer serviços de declaração de imposto de renda? A maioria das pessoas não tem tempo para isso e pagam contadores para fazer o trabalho.

A ideia é que você construa uma renda mensal considerável para colocar as próximas dicas em ação sem se apertar financeiramente. Para estender a sua idade produtiva por mais tempo, não se esqueça de se alimentar adequadamente, se exercitar com frequência e visitar o médico regularmente.

2. Continue pagando o INSS normalmente

Com as dificuldades que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vem apresentando para se manter, é comum duvidar do benefício no longo prazo. Mas a reforma da previdência, sendo boa ou ruim para você agora, vai agregar sustentabilidade ao programa de aposentadorias e garantir que você seja coberto por ele quando chegar a hora.

O que você não deve fazer é contar somente com ele para se aposentar. O INSS deve ser considerado apenas um complemento da sua renda no futuro, tendo a maior parte vinda de investimentos diversificados. Então, não deixe de pagar o INSS.

3. Faça um plano de previdência privada

A previdência privada é oferecida pelos bancos como uma alternativa ao INSS. Não é considerada uma das melhores opções de investimentos, mas, quando o assunto é futuro, fica difícil prever o que pode acontecer até lá. Isso faz da diversificação uma das melhores formas de se proteger e garantir uma aposentadoria tranquila.

Nessa modalidade, o banco cobra uma parcela mensal que se junta todo mês ao seu montante acumulado, que é investido de forma diversificada entre renda fixa e variável. O intuito é acumular o máximo de dinheiro com esses investimentos para cumprir o valor prometido no futuro. Ou seja, o banco investe por você e toma conta do seu dinheiro.

Esse serviço muitas vezes não sai barato, mas se você for um cliente que utiliza vários serviços do banco, as taxas podem ser suavizadas. Nesse caso, o ideal é que concentre todas as suas atividades financeiras, como cartões de crédito e débito, poupança, conta-corrente, empréstimos e financiamentos no mesmo banco.

4. Comece a economizar agora mesmo

Não adianta aumentar as receitas se você também aumentar as despesas. O ideal é que você mantenha o seu padrão de vida atual e faça sobrar mais dinheiro para juntar e investir. Isso não é impossível.

Para começar, liste todos os seus custos mensais. Depois, analise o que pode ser reduzido e o que pode ser completamente cortado.

Faça essa análise considerando as contas de água, luz, telefone e cartão de crédito. Descubra maneiras de economizar também com as compras em supermercados, padarias, lojas de roupas etc.

Se você é daqueles que gosta de sair todo final de semana, mude esse hábito passando a sair um fim de semana sim e outro não. A TV a cabo e a Netflix oferecem bons programas para você e sua família curtirem em casa, economizando uma boa grana com lazer.

5. Junte todo o dinheiro que economizar

Ao seguir todas as dicas descritas até aqui, você logo perceberá a sobra de uma boa quantidade de dinheiro mensalmente. Aproveite para acumular dinheiro, mas evite guardá-lo em casa. Além de desvalorizá-lo devido à inflação, você corre o risco de ser roubado.

Use uma conta poupança para isso e comece a juntar o dinheiro nela. O rendimento não é um dos melhores, mas isenta você do imposto de renda e possui ótima liquidez. Ou seja, o seu dinheiro é corrigido todo mês, e você tem acesso a ele na hora que precisar.

6. Faça investimentos de longo prazo

A poupança deve ser utilizada apenas como um meio de juntar capital e ter uma reserva disponível para emergências. Assim, toda vez que juntar R$ 1 mil ou R$ 2 mil além da reserva, aplique o dinheiro em outras alternativas de renda fixa como CDBs, Tesouro Direto e fundos de renda fixa. Mesmo sendo tributado, os rendimentos são superiores aos da poupança.

A ideia é que você diversifique as aplicações e faça o seu capital crescer a longo prazo para, quando chegar a idade da aposentadoria, viver dos juros e correções que esses investimentos render.

Não deixe também de fazer consórcios. Essa modalidade de investimento é uma das melhores alternativas para se programar uma aposentadoria com parcelas que cabem no seu bolso.

7. Acumule bens duráveis

Além do consórcio de aposentadoria, faça consórcios de casas, apartamentos e imóveis comerciais para morar e alugar. Assim, você amplia ainda mais as suas alternativas de renda para o futuro e mora em uma residência com o conforto que precisa e merece.

Aproveite também para fazer consórcios de veículos e, toda vez que for contemplado, logo comece outro para sempre andar de carro novo. Isso é possível porque o consórcio é a forma de aquisição mais barata do Brasil. Enquanto no financiamento você paga quase o dobro do bem, no consórcio você paga exatamente o valor de mercado, economizando muito com o tempo.

Se você seguir essas dicas à risca, alcançará uma aposentadoria tranquila. Mas precisa começar hoje. Pronto para dar início ao seu superplano de aposentadoria? Então mãos
à obra!

Aproveite para descobrir agora como acertar na escolha da administradora de consórcio!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *